Hackers têm usado um sistema de segurança da Apple para bloquear remotamente Macs e exigir resgate em dinheiro. Os criminosos têm se aproveitado de senhas vazadas na internet e uma brecha no login do iCloud para aplicar os golpes.

A informação foi divulgada pelo site MacRumors, especializado em assuntos referentes à Apple. Tudo começa quando um hacker tem acesso ao login e senha de uma pessoa no iCloud, dados que, vez ou outra, vazam em diretórios da internet.

Como explica o MacRumors, esses dados costumam vazar de outros serviços que não o da Apple. Mas se uma pessoa usa o mesmo login e senha em várias plataformas, inclusive no iCloud, essa pessoa tem mais chances de ser hackeada com facilidade.

De posse dos dados de um usuário, o criminoso usa o “Buscar iPhone”, sistema que permite localizar e bloquear remotamente um dispositivo da Apple. Neste caso, a empresa exige autenticação em duas etapas: isto é, você precisa desbloquear um aparelho para confirmar que é você mesmo que está buscando o item perdido.

Mas quando o produto perdido é o mesmo que é usado de backup, a Apple libera o acesso ao “Buscar iPhone” sem essa autenticação em duas etapas. É assim que, remotamente, hackers têm bloqueado o Mac de diversas pessoas para exigir um resgate pelo “sequestro”.

Quem foi afetado deve procurar o suporte da Apple para explicar a situação e recuperar acesso ao seu Mac. Quem ainda não foi afetado, é recomendável que troque a senha do Apple ID e certifique-se de nunca usar a mesma senha em mais de um serviço ao mesmo tempo.